FERIDAS - Dermatite associada a incontinência


Vamos falar um pouquinho sobre DAI.

Trata-se de uma inflamação e eritema (vermelhidão da pele), com ou sem erosão da pele, afetando área maior que a do períneo, como genitália, glúteo, coxas e parte superior do abdômen. Desenvolve-se a partir de uma combinação de fatores como a umidade excessiva causada pela incontinência urinária e/ou fecal alterando o pH da pele, fricção, colonização por microrganismos, entre outros.

Quem cuida de bebê, idoso, pessoas acamadas que necessitam de fralda, já deve ter se deparado com a DAI em algum momento.

A primeira providência para prevenir as lesões, portanto, é evitar o contato prolongado de urina e fezes com a pele. Dessa forma, usar fraldas com maior capacidade e velocidade de absorção ajuda bastante. 

Além disso, realizar uma boa higiene local a cada eliminação urinária e/ou fecal, hidratar a pele e proteger; são passos básicos para se prevenir a dermatite.

Por se confundir com outras possíveis lesões da pele, o diagnóstico da DAI nem sempre é fácil de ser feito. O ideal é que o cuidador, ao perceber que a pele na região genital, anal ou das coxas está diferente, procure um profissional da saúde para que possa ser feito o diagnóstico correto e indicadas as ações de proteção e cuidado com a pele.

⚠️ Evite utilizar duas fraldas de uma única vez, na tentativa de prolongar o tempo de troca das fraldas e conter o efluente (fezes ou urina). Essa atitude prolonga o tempo do efluente em contato com a pele, aumenta o calor local e favorece o aparecimento de outras lesões, como lesão por pressão por dispositivo.

⚠️ Não utilize talcos para tratamento de micose dos pés, amido de milho, dentre outros.

Para saber mais sobre feridas, continue navegando pelo blog ou mande sua dúvida através dos comentários.

Até o próximo café! ☕
________________________________

Enfa. Lilian Nogueira | Estomaterapeuta | COREN-SP 337.986

Comentários